Suspense marca a estreia do filme ‘Os Homens Que não Amavam as Mulheres’ nos cinemas

Rio de Janeiro – O filme “Os homens que não amavam as mulheres” (Män som hatar kvinnor) estreou nesta sexta-feira (14) no Rio de Janeiro e é a primeira parte da Trilogia do Milênio, baseado no best-seller do jornalista e autor sueco Stieg Larsson, o qual morreu inesperadamente em novembro 2004, antes mesmo da primeira parte da trilogia estrear.

(Crédito: Divulgação)
(Crédito: Divulgação)

O suspense do longa-metragem, dirigido pelo dinamarquês Niels Arden Oplev, gira em torno de Harriet Vanger, que desapareceu há 36 anos em uma reunião familiar na ilha Hedeby, um local que é quase propriedade exclusiva da poderosa família Vanger.

Apesar da longa investigação policial e do corpo da jovem de 16 anos nunca ter sido encontrado, seu tio está convencido de que foi assassinato e que o assassino é membro de sua própria família fortemente coesa, porém disfuncional. Para dar continuidade às buscas, ele, então, contrata o desacreditado jornalista financeiro da revista Millenium, Mikael Blomkvist (Michael Nyqvist), que não está em um bom momento de sua vida e enfrenta um processo por calúnia e difamação, e a investigadora particular nada usual, incontrolável e antisocial Lisbeth Salander (Noomi Rapace) para investigar o caso.

Quando a dupla se junta e liga o desaparecimento de Harriet a vários outros assassinatos grotescos de quase 40 anos atrás, eles avançam na investigação e começam a desvendar uma obscura e aterradora história familiar. No entanto, os Vangers são uma família reservada e o jornalista investigativo Blomkvist e a hacker-órfã-tatuada Salander estão prestes a descobrir até onde estão preparados para ir para se proteger.

Acontecem diversas reviravoltas durante o filme, o que leva o telespectador a grandes suspenses, no entanto, a duração do longa-metragem, que tem 153 minutos, cansa e dispersa a atenção, mas mesmo assim, os sustos e correria intensa não deixam escapar.

“Os Homens Que não Amavam as Mulheres” estreou na Escandinávia em princípios de 2009 e tem desfrutado desde então de sólido sucesso em cinemas por toda a Europa. Foi visto por um total de cerca de 7,4 milhões de espectadores, dos quais 2,8 milhões na região nórdica, 1,2 milhão na França e 1,5 milhão na Espanha.

Assista ao trailer:

Poster - Os homens que não amavam as mulheres
Poster do filme "Os homens que não amavam as mulheres" (Crédito: Divulgação)

http://www.millenium-lefilm.fr/